Surgida com a intenção de ser uma opção viável a tecnologias como o DirectX e a OpenGL, a API Vulkan acaba de ganhar um apoio de peso considerável. A Bethesda revelou nesta segunda-feira (11) que o mais recente capítulo da série Doom ganhou suporte à solução em sua versão para PC.

“O maior benefício vão ser taxas de quadros por segundo maiores. Há diversos motivos pelos quais isso importa, mas isso ocorre principalmente no movimento e no sentimento transmitido ao jogador”, afirma o CTO Robert Duffy. “O jogo é impressionante rodando nessa velocidade, então tornamos uma prioridade tentar realmente explorar o hardware disponível para PC”.

Segundo Duffy, a expectativa é que GPUs antigas consigam rodar Doom com mais qualidade caso a Vulkan seja acionada. “Dito isso, essa é a primeira vez que um game triplo A é lançado em uma API bastante nova com drivers recentes, então pode haver alguns tropeços, mas nossos testes mostram uma ótima performance e estabilidade”.

Para aproveitar o recurso, é preciso ter uma GPU da AMD ou da NVIDIA com os drivers mais recentes instalados. Criado pela Chronos Group, a Vulkan é uma API que permite que desenvolvedores ganhem acesso de baixo nível a hardwares e, com isso, passem a controlar de forma mais eficiente o funcionamento de um driver de vídeo.

Cupons de desconto TecMundo: