Falando durante uma sessão de perguntas e respostas realizada na Bank of America Merrill Lynch Global Technology Conference, Blake Jorgensen, chefe do setor de finanças da Electronic Arts, revelou que a empresa não pretende direcionar seu foco na produção de itens para microtransação. 

Segundo o executivo, a empresa está consciente de que deve ter cuidado para não fazer o consumidor gastar muito, e pensa em um modelo um pouco diferente para os seus negócios: em vez de partir para o caminho das microtransações, a EA pretende seguir com a ideia de fazer com que o jogador crie relações com as suas séries. 

A empresa está consciente de que deve ter cuidado para não fazer o consumidor gastar muito

Ao ser questionado sobre os planos da empresa referentes à sobrevivência apenas lançando pacotes de mapas e concentrando seus esforços em mais conteúdo para os jogos, houve a menção de que a companhia gostaria de aplicar o modelo de jogo de FIFA Ultimate Team em games que não possuam relação com esportes. Além disso, Jorgensen esclareceu que a empresa toma bastante cuidado com o balanceamento em seus títulos, evitando assim cenários que envolvam o famoso pay to win (ou seja, se dá bem aquele que investe grana em itens).

Cupons de desconto TecMundo: