Não é preciso ser um grande conhecedor do mundo dos video games para perceber com certa facilidade as diferenças entre os jogos produzidos no Ocidente e aqueles que têm origem em terras japonesas. As diferenças culturais entre as duas regiões se pronunciam facilmente tanto em critérios estéticos quanto em quesitos como narrativas, mecânicas e até mesmo na maneira como um produto é promovido.

Graças à internet, atualmente podemos conferir diversos comerciais que seriam considerados no mínimo estranhos caso fossem exibidos por aqui. Apostando em um tipo de humor ligeiramente diferente (e muitas vezes apelando para o bizarro), algumas peças promocionais são marcadas pelo bom humor e pelo excesso de estranheza.

Reunimos 10 exemplos de comerciais japoneses que mostram como a sensibilidade oriental muitas vezes é simplesmente estranha para o Ocidente. Caso algum exemplo do qual você goste tenha ficado fora de nossa seleção, aproveite para falar sobre ele em nossa seção de comentários.

Dragon Quest VIII

Um dos exemplos mais “leves” de como o Japão costuma promover seus jogos é o comercial de Dragon Quest VIII para o PlayStation 2. Em vez de se focar nos detalhes do RPG, o vídeo mostra dedos com rostos falando sobre ele para somente depois dar alguns pequenos relances da aventura em si.

Destiny: The Taken King

No Ocidente, a expansão The Taken King de Destiny recebeu um trailer com atores reais recheado de ação no qual um grupo de aventureiros mata diversos inimigos presentes no jogo. Já no Japão, a abordagem foi mais humorística: um fã do game claramente descontrolado invade uma lavanderia e tenta convencer seus amigos a jogar a expansão — mesmo sem legendas, é possível entender facilmente a situação bizarra que nos é apresentada.

Katamari Damacy

Um dos jogos mais bizarros do PlayStation 2 merecia um comercial compatível com as suas características. Em somente 15 segundos, a peça promocional consegue deixar claro o conceito principal do game e nos deixar bastante assustados com sua aplicação no mundo real.

God Hand

God Hand é um game de ação conhecido por ter adquirido uma legião fiel de fãs, mesmo que suas mecânicas que não possam ser consideradas exatamente boas. No entanto, você dificilmente saberia qualquer coisa sobre o game pelo seu comercial oficial, em que um sujeito estranho que tem um punho no lugar da cabeça comete uma série de ações um tanto perturbadoras.

Tearaway Unfolded

A Sony decidiu usar algumas soluções um tanto diferentes na hora de promover a versão PlayStation 4 de Tearaway no Japão. A parte que mostra a jogabilidade e a música-tema não são exatamente estranhas, o que não pode ser dito da senhora com roupa de safári que aparenta jogar o game e sofre diversas transformações bizarras no decorrer do vídeo.

Super Mario World

Um dos jogos mais reverenciados de todos os tempos tem um comercial um tanto inusitado. Mais do que falar sobre a nova aventura (chamada várias vezes de Super Mario Bros. 4), a Nintendo preferiu que o encanador bigodudo desse as boas-vindas ao Super Nintendo, que havia acabado de fazer sua estreia em terras japonesas na época de veiculação do comercial.

Devil May Cry

Outra aposta em atores live action consegue passar bem o que encontramos dentro de um jogo sem necessariamente mostrar imagens dele em ação. A briga entre um casal serve como um bom exemplo do tipo de movimento que o jogador vai fazer com o protagonista Dante, tudo isso com um tom de humor bastante inteligente.

Crash Bandicoot Racing

Uma família japonesa começa a estranhar o comportamento de seu patriarca quando ele começa a falar sobre os tempos em que ele era Crash Bandicoot. A situação se torna ainda mais surreal quando o personagem real cruza o jardim usando um kart sendo perseguido pela polícia devido ao caos que está causando no local.

Crash e PaRappa

Crash Bandicoot também é a estrela de outro comercial inusitado, no qual ele e PaRappa the Rapper participam de uma espécie de show de entrevistas. Ainda não sabemos o que é mais bizarro: os atores vestidos como os personagens fazendo seus passos de dança ou o apresentador com uma espécie de capacete no formato do PlayStation encaixado na cabeça.

The Legend of Zelda: A Link to the Past

Nenhuma lista do tipo ficaria completa sem o icônico comercial de The Legend of Zelda: A Link to the Past para o Super Nintendo. Em vez de apresentar o jogo, o vídeo coloca seus personagens para dançar uma espécie de rap, que só chega ao final quando uma versão gigantesca do vilão Ganon decide destruir o local.

Cupons de desconto TecMundo: