Com o encerramento da Lionhead Studios pela Microsoft, é possível que o último jogo em que a empresa estava trabalhando, Fable Legends, jamais chegue às lojas. Agora, em um artigo detalhando a trajetória da desenvolvedora, a versão inglesa do site Eurogamer revelou que a produção do título engavetado já havia custado um total aproximado de US$ 75 milhões – o equivalente a cerca de R$ 261 milhões.

Segundo a publicação, esse valor surgiu por conta da adição constante de novos objetivos ao jogo. “Era para o Legends ter sido extremamente barato de produzir, já que esse é o ponto principal de um game free-to-play. Se as pessoas não gostarem dele, você aguenta um corte pequeno. Se curtirem, faz-se mais do que o público desejar. No fim ele acabou custando muito e sendo adiado incontáveis vezes, tudo para podermos exibir mais alguma tecnologia da Microsoft”, disse o informante.

Fable Legends acabou ficando caro demais para um jogo free-to-play porque tentamos colocar todas as tecnologias que a Microsoft queria

“Como ele estava sendo exibido como um título de destaque, havia um esforço para torná-lo maior e mais bem-acabado antes do lançamento. Aí a escala do jogo ficou bem maior do que deveria ser para que fizesse sucesso como um game gratuito”, acrescenta. Dessa forma, o estúdio acrescentou tecnologias como o DirectX 12 e o suporte ao Windows 10 no título para tentar agradar a Microsoft.

Esperança passageira

No entanto, o tiro saiu pela culatra, a desenvolvedora acabou sendo fechada e Fable Legends foi cancelado de vez, algo que surpreendeu muitos dos funcionários da Lionhead. “100 pessoas estavam subitamente desempregadas e o jogo no qual elas passaram os últimos 4 anos trabalhando jamais veria a luz do dia”, diz a reportagem do Eurogamer. “Muitos ficaram em choque e entraram em negação”, concluiu o informante.

A equipe tentou levar o projeto adiante, mas as negociações acabaram demorando demais

Parte do time ainda tentou salvar a obra por meio de uma iniciativa chamada “Project Phoenix”, que consistia na finalização de Fable Legends e sua manutenção pela equipe da Lionhead, que funcionaria como um novo estúdio licenciado da Microsoft. A ideia quase vingou, com duas empresas chinesas interessadas em apoiá-la, mas as negociações demoraram demais e os funcionários acabaram contratados por outras companhias.

Você gostaria que a Microsoft concluísse o desenvolvimento de Fable Legends? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: