Após criar as fundações da série Assassin’s Creed, Patrice Désilets deixou a Ubisoft e encontrou na THQ a oportunidade de desenvolver um projeto misterioso conhecido como 1666 ou 1666: Amsterdam. Depois que a empresa foi à falência, a propriedade intelectual foi adquirida pela casa de Rayman e, desde então, permanece em hiato — Désilets, nesse meio-tempo, foi demitido sob circunstâncias um tanto misteriosas.

Contrariando os indícios de que teria decidido simplesmente cancelar o novo título, esta semana a Ubisoft realizou um novo registro relacionado à marca. Segundo o documento que concede a marca à companhia, o nome utilizado se refere a um software de jogo vendido em CD-ROM ou através do meio digital — em outras palavras, mais um game convencional.

Originalmente pertencente à THQ, a marca 1666 foi comprada pela Ubisoft em 2013

Vale notar que, embora o registro reacenda as esperanças de que a companhia pode finalmente estar prestes a revelar o título ao público, isso pode não se concretizar, pois é comum que empresas renovem o registro de determinadas propriedades intelectuais com o mero intuito de manter o direito sobre elas, sem necessariamente ter alguma intenção de as utilizar.

O que você acredita que a Ubisoft vai fazer com 1666? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: