O terror de Resident Evil 6 demorou, mas chegou aos consoles da nova geração. Sem qualquer alarde ou anúncio muito antecipado, a Capcom lançou o game para PlayStation 4 e Xbox One com melhorias consideráveis de desempenho, das quais a taxa de quadros por segundo é a mais significativa. Basta conferir o vídeo acima, fornecido pelo Digital Foundry, que compara o título em suas versões para PlayStation 4, Xbox One e Xbox 360.

Sob a promessa de 1080p na resolução e 60 no frame-rate, o game, que traz várias campanhas com personagens icônicos da série, está visivelmente melhor nos video games atuais – como era de se esperar, naturalmente. O intuito do material é justamente constatar se os ajustes corrigem as falhas do game na geração anterior – que pecou na taxa de quadros por segundo, muito baixa. Agora, o gameplay está muito mais fluido.

Observem que a versão para Xbox 360 roda em 30fps e tem quedas constantes desse valor, alcançando algo entre 25 e 29fps. Nos sistemas atuais, o desempenho é parecido, apesar de o PS4 apresentar uma sutil vantagem com relação ao Xbox One, que eventualmente derruba o fps a 55 ou 50. No aparelho da Sony, a performance tende a ser mais estável e assegura uma sólida experiência.

Graficamente, as diferenças são menores. É claro que há um upgrade no visual das novas versões, como texturas menos lavadas e alguns filtros bem aplicados, mas o melhor aperfeiçoamento é, de fato, na fluidez da experiência – já que os pixels se movimentam com mais velocidade graças aos 60fps.

O jogo foi lançado digitalmente por R$ 149,90 para PlayStation 4 e Xbox One. Edições físicas estão previstas para o próximo dia 14 no Brasil – só que a versão para o console da Microsoft sairá por R$ 169,90, enquanto a de PS4 se manterá nos R$ 149,90.

O que você achou das diferenças de Resident Evil 6 entre as gerações velha e nova? Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: