Divulgado no fim do ano passado com os nomes de Project Setsuna e Ikenie to Yuki no Setsuna, o RPG oldschool I Am Setsuna ganhou uma boa quantidade de novidades durante a Game Developers Conference 2016. A Tokyo RPG Factory, desenvolvedora do título, marcou presença no evento realizado em São Francisco, nos EUA, e compartilhou algumas informações a respeito do enredo e do sistema de combate do game, que é tido como uma mistura de Chrono Trigger e de capítulos clássicos da série Final Fantasy.

Se inspirando em elementos do décimo episódio canônico da franquia máxima da Square Enix, o jogo apresenta a história de Setsuna, uma garota disposta a dar sua vida para impedir que uma invasão de monstros acabe com as pessoas de seu mundo. Assim como na saga de Yuna em Final Fantasy X, a garota vai contar com a ajuda de um herói controlado pelo jogador. Segundo Atushi Hashimoto, diretor da produção, as semelhanças com a aventura de Tidus param por aí.

Sistema de menus e indicadores clássico faz parte do charme de I Am Setsuna.

Em entrevista ao site IGN norte-americano, o executivo explicou que a trama do game terá um tom ainda mais denso do que a obra de que empresta elementos. Partindo do princípio que o nome Setsuna pode significar “um tipo de tristeza pungente em japonês”, as chances são de que o clima melancólico não vai se limitar aos cenários gelados e à paleta de cores sóbria. Talvez seja melhor deixar um lenço à tiracolo na hora de conferir se a combinação realmente resulta em uma boa química na prática.

Virado no Chrono Trigger

Enquanto a ambientação e o sentimento geral remetem a Final Fantasy, os momentos em que a heroína e seu companheiro encarar as criaturas do mal segue a fórmula da trama temporal protagonizada por Crono e seus amigos. Isso significa que você vai conseguir ver os inimigos durante suas andanças no mapa e não vai precisar entrar em uma tela de combate separada quando atrair a atenção deles.

Apesar disso, as barrinhas características do sistema ATB (Active Time Battle) dos Final Fantasy mais antigos, que precisam ser preenchidas antes que cada personagem tenha chance de agir, fazem parte desse pacote. Um indicador adicional para Setsuna garante uma revitalização desse tipo de mecânicas, dando suporte a versões mais poderosas das magias e habilidades quando elas são usadas no momento certo. Para Hashimoto, o combate deve agradar aos nostálgicos, mas, simultaneamente, parecer bem ajustada para os dias de hoje.

No Japão, I Am Setsuna foi lançado em versões para PlayStation 4 e PS Vita em 18 de fevereiro deste ano. Ainda que não tenha uma data confirmada, o game deve dar as caras em inglês no PS4 e nos PCs (através do Steam) no segundo trimestre de 2016 – infelizmente, sem notícias de uma edição internacional para o portátil da Sony.

Você pretende dar uma mãozinha à campanha de Setsuna? Comente no Fórum do TecMundo!

Cupons de desconto TecMundo: