Enfim Star Fox Zero ganhou uma data de lançamento. Durante o Nintendo Direct exibido na última quinta-feira (8), a Nintendo revelou que o novo game estrelado pela raposa e seus amigos estará nas lojas a partir de 22 de abril. 

A apresentação também serviu para informar que o título terá suporte a amiibos, e ao usar o boneco temático do jogo será possível desbloquear a versão antiga da Airwing (a que apareceu no game para Super Nintendo). Também há algumas surpresas referentes ao uso dos brinquedos, mas estas não foram mencionadas na ocasião. 

Foi dito ainda que o título terá uma modalidade para dois jogadores em que um controla a nave utilizando o Wii Remote e o nunchuck ou o controle Pro e o outro se responsabiliza pela mira e pelos tiros utilizando o GamePad. 

Novo game na área 

Na ocasião, Shigeru Miyamoto, responsável pela produção Star Fox Zero, aproveitou a ocasião para fazer o anúncio de Star Fox Guard (o jogo, aliás, era conhecido anteriormente como Project Guard). Neste game, Slippy deve ajudar seu tio Grippy a coletar metais raros no espaço, mas está com problemas por conta de ataques feitos por diversos inimigos. 

Para dar conta do recado, a dupla recorre a uma nova invenção de Slippy, que envolve utilizar 12 câmeras que estão espalhadas pela fase para identificar e atacar os inimigos. Há mais de 100 missões disponíveis, e também é possível editar a localização dos oponentes e enviar essas alterações para a rede, permitindo que outras pessoas encarem tal desafio e consigam metais raros. 

Star Fox Guard estará disponível em um pacote com Star Fox Zero, que pode ser adquirido de forma física (custando US$ 59,99) ou digitalmente e separado do outro título (baixando seu para US$ 14,99). Quanto a Star Fox Zero, este estará disponível também no eShop por US$ 49,99, e a compra de apenas uma das duas versões na loja virtual garante automaticamente um desconto de US$ 4,99 para adquirir o outro. 

Mudanças 

Recentemente, alguns jornalistas tiveram a oportunidade de jogar Star Fox Zero, e possivelmente por conta do Nintendo Direct não puderam publicar nada até a última quinta-feira (3). Com a queda do embargo, percebemos que muitos deles são unânimes em um ponto: o game mudou bastante em comparação à demonstração que estava na E3 2015. 

Um detalhe mencionado pela equipe do site da revista Game Informer é o fato de que a Nintendo ouviu os jogadores e fez algumas alterações no título. Agora, por exemplo, há missões espalhadas em planetas variados e até mesmo caminhos alternativos para oferecer mais diversidade, uma vez que, anteriormente, a ideia era manter apenas um nível de dificuldade e nenhum tipo de ramificação durante a viagem por Corneria e outras regiões.

“Ao fazer os estágios um pouco mais compactos, descobrimos que os fãs de Star Fox realmente queriam algo diferente e que fosse parecido com um título da série. Estes estavam interessados em ter um mapa e aqueles pontos de junção onde a estratégia para o avanço era algo realmente importante. Dedicamos muito tempo reorganizando o conteúdo e construindo fases de um jeito que tirasse proveito do mapa. Fizemos algumas mudanças na localização dos inimigos e no balanceamento para que o título também fosse agradável para novatos”, explicou Miyamoto à equipe do site. 

Ainda no que diz respeito à jogabilidade, houve a menção de que ainda é preciso mover o GamePad para mirar nos inimigos, mas, caso ele comece a fugir para uma área ruim de manter o marcador, basta apertar o botão Y para centralizá-lo e recomeçar a caçada.

Com tantas novidades sobre Star Fox Zero, fica a pergunta: qual foi a sua favorita? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: