Durante a reunião com investidores em que mencionou os grandes lucros trazidos pelo modo Ultimate Team, o CFO da Electronic Arts, Blake Jorgensen, também mencionou os planos da companhia para a série Star Wars. Segundo ele, a saga espacial tem potencial suficiente para se transformar em produtos capazes de atingir diversos tipos de público.

Muito disso se deve aos bons resultados financeiros apresentados por Star Wars Battlefront, Star Wars Galaxy of Heroes (game para dispositivos mobile) e pelo MMO Star Wars: The Old Republic. Segundo Jorgensen, “o céu é o limite” no que diz respeito aos objetivos que a companhia pode traçar para seus jogos licenciados na próxima década.

“Vemos isso como um grande começo — construindo uma base forte de pessoas que querem jogar no universo Star Wars”, afirmou Jorgensen. O executivo afirma que a intenção da companhia é investir em títulos focados na ação, novos jogos com o estilo de Battlefront e mais opções para o mundo mobile.

“Como todos sabem, com Star Wars há uma quantidade ilimitada de coisas que você pode fazer em matéria de conteúdo. E conforme a Disney começa a adicionar mais conteúdos, isso nos dá o combustível necessário para construir mais games”, afirmou o executivo.

Além de já deixar claro que devemos ver mais títulos da série Battlefront no futuro, a Electronic Arts (através do estúdio Visceral) trabalha em um novo game de ação escrito por Amy Hennig — uma das principais roteiristas da série Uncharted. “Temos algumas coisas debaixo da nossa manga sobre as quais não falamos e que vocês provavelmente vão ver na forma de teasers dentro dos próximos seis meses”, provocou Jorgensen.

O que você espera dos novos jogos com o nome Star Wars? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: