Fãs de anime certamente têm muito a comemorar, pois não são poucos os esforços da Bandai Namco de trazer o maior número possível de jogos baseados nos desenhos japoneses ao mercado ocidental. Uma das próximas adições à relação será One Piece: Burning Blood, que estará disponível em versões para PlayStation 4, PlayStation Vita e Xbox One a partir de 3 de junho (também haverá uma edição para PC). 

A demonstração que jogamos foi a de PlayStation 4, que trazia oito personagens para selecionar (a saber, Luffy, Zoro, Franky, Sabo, Ace, Crocodile, Kuzan e Bartolomeo – este é integrante dos arcos mais recentes da história), e traz algumas similaridades quando comparado com J-Stars Victory VS+, como o fato de estarmos diante de um game com combates em arenas fechadas (mas com algum espaço para movimentação) e a possibilidade de selecionar três guerreiros para o time. 

Porém, em vez de ter dois personagens lutando ao mesmo tempo e um atuando como suporte, em One Piece: Burning Blood as coisas funcionam mais ou menos como em The King of Fighters: os três combatentes participam ativamente do combate, e você pode trocar entre eles livremente – enquanto tiverem energia para tanto, claro.

Combates dinâmicos 

Acostumar-se ao ritmo visto nas batalhas deste game não é algo complicado: dois botões servem para atacar, um para pular e outro para defender. Ao manter o L1 pressionado, aparece uma lista com os três golpes especiais, e o R1 aciona o poder especial de cada um dos combatentes. 

Também é possível transformar o personagem apertando o botão R3 após preencher uma barra especial, e ao pressioná-lo de novo o guerreiro invoca seu ataque especial. Quando as coisas apertam, há a chance de realizar a troca de personagens durante a sequência do oponente, mas você perderá parte do medidor mencionado ao realizar essa manobra. 

Aliás, não se engane ao ver a lista de coisas que seu personagem pode fazer observando os dois parágrafos anteriores, pois tudo isso flui de maneira natural e em pouco tempo você estará usando todas as combinações para espancar quem se colocar em seu caminho. Por falar em combates, ficam aqui os votos para que a produtora disponibilize o jogo com vários personagens e bastante conteúdo para aproveitar – como os fãs de um bom anime esperam.

Jogos de combates em arena são a melhor pedida para One Piece ou seria bacana ver algo apresentando lutas individuais? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: