A DICE Summit 2016 terminou recentemente em Las Vegas, e várias informações divulgadas no evento estão ganhando a rede. Uma delas é que Hideo Kojima, criador da série Metal Gear, informou que tem vontade de trabalhar em um jogo de terror que utilize acessórios de realidade virtual. 

“Estou interessado em realidade virtual há bastante tempo. Há alguns anos, experimentei os primeiros kits de desenvolvimento, mas sofria muito com os enjoos do 3D, por isso não segui adiante. Porém, com a tecnologia mais recente, sinto mais confiança para trabalhar em algo [do gênero]”, comentou Kojima em entrevista ao site IGN. 

Outro detalhe mencionado pelo criador de Metal Gear, dessa vez ao site GameSpot, é que o produtor quer que seu próximo projeto (aquele desenvolvido em parceria com a Sony) vá além dos jogos e acabe abraçando outros meios também. 

“Estamos trabalhando em um projeto que será uma nova propriedade. Claro, eu não se ele vai se tornar uma série ou não, mas quero fazer algo que tenha bastante impacto para se tornar uma série. Por impacto, quero dizer coisas que são únicas para o título, como os personagens e o universo. Esse impacto pode levar para algo fora dos jogos, como animes, mangás e bonecos, algo que seja rico o bastante para expandi-lo”, continuou o renomado profissional. 

Por fim, ele também mencionou que se sente mais livre para desenvolver agora, e que, por conta disso, tem vontade de criar o tipo de game que ele gostaria de passar algumas horas jogando (algo que também o ajudaria a pensar no que seria melhor para fazer do título um sucesso).

Com a palavra, Guillermo del Toro 

Guillermo del Toro também estava no mesmo palco da apresentação feita por Kojima, e deu alguns pitacos sobre a indústria e sobre a possibilidade de trabalhar mais uma vez com o criador de Metal Gear. 

No que diz respeito à indústria, o cineasta mencionou que os criadores de jogos “são limitados apenas pelos idiotas que possuem o dinheiro”, e que, apesar de não ter mais interesse em trabalhar com games, adoraria estar ao lado de Kojima em um novo projeto e faria “qualquer coisa que ele dissesse”. 

Um detalhe mencionado por del Toro é que os jogos são apenas uma das várias influências que ele tem em seu trabalho, lista que se expande com mais filmes e outros meios de comunicação. Outra frase dita na apresentação é que, para ele, estamos cada vez mais próximos de um mundo com uma “plataforma única”, onde jogos, internet, TV e filmes se encontram no mesmo lugar. 

Em relação a filmes e jogos, Kojima também estendeu sua participação ao dar uma explicação sobre como as pessoas se sentem vendo um filme e jogando um game. “A beleza dos jogos está na interatividade. Se 100 pessoas assistirem a um filme, as 100 pessoas vão ver o mesmo filme. Porém, você não pode forçar um jogador a fazer o que ele não quer ou ser algo que ele não gostaria. Essa é a grande diferença entre jogos e filmes”, concluiu o produtor.

E aí, curioso para ver o que pode surgir de uma nova parceira entre Hideo Kojima e Guillermo del Toro? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: