A companhia japonesa Robot Taxi anunciou que começará a testar em seu país de origem alguns táxis robóticos a partir do ano que vem, de acordo com uma matéria publicada no Wall Street Journal. A experiência acontecerá na província de Kanagawa, nos arredores de Tóquio, onde cerca de 50 pessoas usarão os táxis robôs para ir de casa até um mercado local e então de volta ao ponto inicial.

Para garantir a segurança dos passageiros durante esses testes, um operador humano estará atrás do volante, mas só deve intervir se algo der errado. Caso a iniciativa se mostre promissora, a companhia espera já ter uma frota completa dos veículos sem motorista em operação no Japão durante as Olimpíadas de Tóquio, em 2020.

Inicialmente, os táxis sem condutores deverão circular somente em áreas de pouco tráfego, além de ter um foco no turismo e nas pessoas com mais idade, devido ao alto índice de idosos naquele país – 33% da população japonesa já passa dos 60 anos. Isso explica a grande quantidade de iniciativas por lá que se focam no desenvolvimento de robôs para a realização de tarefas domésticas.

Provavelmente esta é também a razão de um casal de idosos protagonizar a propaganda publicitária da companhia Robot Taxi, em vez de um grupo de “jovens descolados”, que é o que normalmente seria associado a novas tecnologias. Você pode assistir ao comercial no vídeo abaixo, que mostra uma visão bastante romantizada de como seria passear pelas ruas do Japão a bordo de um táxi robô.

Quanto tempo você acha que ainda demora para que o Brasil comece a ter carros autônomos andando pelas ruas? Comente no Fórum do TecMundo