(Fonte da imagem: Divulgação/GIBBS Sports)

O quadriciclo é um veículo terrestre originalmente projetado para uso off-road. Assim, ele é muito utilizado para o entretenimento e a locomoção das pessoas em trilhas e praias.

Se pensarmos em uma perspectiva aquática, há quem diga que os jet skis são como as motos, mas eles também podem ser considerados uma versão dos quadriciclos para ser usada em lagos e mares.

Pensando nesses dois veículos que têm como foco a diversão, a GIBBS Sports, empresa sediada em Michigan (nos EUA), uniu as principais caraterísticas deles e criou o Quadski: um verdadeiro automóvel anfíbio que pode transitar tanto na terra como na água.

Entre a terra e a água

O Quadski é equipado com um motor DOHC da BMW de 1,3 litros, quatro cilindros, 16 válvulas e 1.300 cilindradas. Esse é o mesmo equipamento usado na moto K1300 da marca. No veículo anfíbio, ele fornece 140 cavalos de potência quando o quadriciclo está na água e 80 cavalos nos momentos que o jet ski corre no asfalto.

(Fonte da imagem: Divulgação/GIBBS Sports)

Assim, o produto da GIBBS atinge a velocidade máxima aproximada de 72 km/h em qualquer terreno, seja ele rígido ou líquido. Com 3,2 metros de comprimento e 1,6 metro de largura (dimensões que se assemelham bastante às de um quadriciclo convencional), o Quadski possui 535 kg — sem contar combustível, piloto e possíveis equipamentos transportados.

O consumo de combustível desse “brinquedo” é respeitável. Com um tanque cheio, ele pode navegar sobre as águas por duas horas ou rodar 600 quilômetros através de estradas e trilhas — um tempo considerável de diversão em ambos os casos.

Não é feitiçaria, é tecnologia

Para oferecer tal funcionalidade, o Quadski conta com uma série de recursos e aparatos desenvolvidos pela própria GIBBS. Basicamente, tudo gira em torno da tecnologia High Speed Amphibian (HSA), a qual envolve mais de 300 patentes — incluindo algumas que ainda não foram aprovadas.

A estrutura do quadriciclo anfíbio foi concebida para ser hidrodinâmica. Além de ser forte, durável e leve, o seu casco é fabricado em uma peça única. Essa carcaça possui um design com ranhuras em V que visa fazer com que a sua superfície promova maior estabilidade e aderência — características essenciais para que o manuseio do veículo ocorra de forma mais responsiva na água.

Além de tornar os passeios em terra mais confortáveis, a suspensão empregada no Quadski possui um mecanismo de retração especial, o qual permite que as rodas sejam “guardadas” entre as peças internas e a carenagem do quadriciclo anfíbio na hora que ele entra na água. Tal função é acionada com um simples toque de botão e leva apenas cinco segundos para ser completada.

Após o acionamento desse recurso, a suspensão sofre algumas distorções (calma, ela está preparada para isso), e servomotores, parecidos com os usados nos aviões, recolhem as rodas. Para evitar que as rodas tentem ser recolhidas ainda em solo, o veículo conta com sensores infravermelhos que detectam o reflexo da luminosidade na água e só permitem a ativação do recurso quando um nível mínimo de água é detectado abaixo do jet ski.

Por fim, para que possa se movimentar no mar ou em lagos, o Quadski possui propulsores de jato-d’água desenvolvidos pela própria GIBBS. Eles são mais leves e compactos do que os tradicionalmente usados nesse setor da indústria. Além disso, esses jatos foram projetados para fornecer altos níveis de pressão, o que permite manobras mais precisas e ágeis dentro da água, mesmo com baixa velocidade.

Um brinquedo para poucos

(Fonte da imagem: Divulgação/GIBBS Sports)

O Quadski foi anunciado em outubro de 2012, mas só começou a ser comercializado oficialmente em janeiro deste ano com modelos nas cores amarela, azul, preta e vermelha. O que assusta um “pouco” nesse brinquedo é o preço: ele é vendido nos EUA por US$ 40 mil, equivalente a R$ 80 mil — obviamente, sem adicionarmos os custos de importação e impostos.

Por isso, esse “quadriciclo jet ski” é uma opção de entretenimento um tanto quanto inacessível, até mesmo para os padrões norte-americanos. Por exemplo, com esse mesmo montante de dinheiro, você poderia comprar um Chevrolet Camaro novinho! Por enquanto, o Quadski é uma diversão apenas para ricaços, como os filhos do Eike Batista.