O engenheiro Benson Leung, que trabalha na divisão dos Chromebooks da Google, descobriu da pior forma possível que cabos USB Type-C de má qualidade podem ser letais para um equipamento eletrônico.

Como experimento pessoal, ele resolveu testar todos os cabos USB-C (que possuem a conexão USB tradicional do outro lado) disponíveis no mercado para consumidores comuns. Tudo estava indo bem, até que um modelo "xing-ling" simplesmente fritou o equipamento de Leung.

"Oi a todos. A resenha de cabos ficarão mais lentas por conta de um incidente que houve com um cabo. Um cabo conseguiu destruir meu equipamento de teste, incluindo meu Pixel 2 de US$ 1.499. Eu fiz uma análise da falha e foi um erro muito grande que eles fizeram. Nem preciso dizer que estou bem insatisfeito e isso vai afetar o quão rápido eu estava indo com os cabos e outros acessórios, já que meu computador está morto", escreveu no Google+.

Como se prevenir

O cabo de procedência suspeita foi comprado de um terceirizado na Amazon e se chama "SurjTech 3M USB 3.1 Type C to Standard Type A". Alguns fios desnecessários foram soldados de forma incorreta e outros estavam faltando.

O cabo da discórdia. Evite a todo custo, ao menos por enquanto.

Acontece que fazer um cabo USB-C para USB comum é uma tarefa difícil, já que a comunicação entre os dois inputs diferentes deve ser realizada de uma maneira bem específica e claramente ainda não dominada por todas as fabricantes. Por isso, se você for adquirir um desses baratos até demais, tenha cuidado. A boa notícia é que cabos com as duas extremidades USB-C provavelmente não apresentarão erros parecidos.

Cupons de desconto TecMundo: