O nome Benson Leung soa familiar? Ele pode não ser muito famoso pelo público, mas o engenheiro de hardware da Google se comprometeu há um tempo de testar e avaliar diversos cabos USB Type-C durante um bom tempo. Aparentemente, ele teve que dar uma pausa no trabalho, pois finalmente um problema aconteceu: um dos cabos queimou o seu Chromebook Pixel 2.

O funcionário da gigante de buscas começou a perceber anomalias em diversos tipos de conectores nos últimos tempos, mas esta foi a primeira vez na qual algum problema grave aconteceu. Em uma análise mais detalhada, Leung descobriu diversas irregularidades com o USB 3.1 Type-C SuperSpeed, da Surjtech.

De acordo com o rapaz, deveria existir oito cabos menores dentro da estrutura, mas só haviam quatro. Além disso, alguns dos conectores estavam invertidos, causando uma sobrecarga de energia elétrica. Haviam outros problemas também, como soldas de baixa qualidade e resistores com valores errados (um de 10 kΩ no lugar de um de 56 kΩ).

Certamente, o aumento de energia acabou estragando alguns dos componentes eletrônicos, como foi o caso do Chromebook de Leung. A tecnologia é nova e o engenheiro provou que ainda é difícil confiar em marcas “paralelas” quando se trata de novidades. O cabo era vendido na própria Amazon, que retirou o produto do ar. Você pode conferir o review completo de acessórios dele aqui.

Você já comprou algum cabo defeituoso que queimou algum aparelho seu? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: