(Fonte da imagem: Reprodução/Hexus)
O USB 3.0 Promoter Group (grupo de companhias que inclui empresas como Hewlett-Packard e Microsoft) terminou a sua lista de especificações para o sistema de alimentação a ser utilizado pelos cabos USB.

De acordo com ela, os novos cabos USB serão capazes de transmitir 100 W de energia para dispositivos conectados por meio deles. Desse modo, até mesmo notebooks, por exemplo, poderiam ser carregados com um cabo do gênero.

Ao mesmo tempo, a quantidade de energia transmitida pelos novos cabos também será automaticamente ajustada. De outro modo, aparelhos com exigências menores de energia acabariam sendo fritados pela maior carga de energia.

Carregadores universais

Em entrevista ao site Hexus, Brad Saunders, representante do USB 3.0 Promoter Group, também afirmou que a próxima linhagem de carregadores USB deve ajudar a acabar com o lixo eletrônico ao eliminar cabos proprietários. Da mesma forma realizada pela indústria de celulares com o microUSB, a padronização dos cabos deve tornar a vida dos consumidores mais prática.

Ao mesmo tempo, as novas entradas exigidas para poder transferir os 100 W de energia também serão compatíveis com cabos USB 2.0 e 3.0. Ainda assim, ainda vai levar algum tempo para a indústria assimilar o novo padrão, uma vez que o mercado precisa substituir os produtos presentes atualmente no mercado por outros compatíveis com a novidade.

Fonte: Hexus

Cupons de desconto TecMundo: