Depois de seis meses passando por diferentes fases de teste, a versão final do Ubuntu 14.10 se tornou disponível para download na última quinta-feira (23). Com o codinome “Utopic Unicorn”, o lançamento não aposta em muitas mudanças visuais ou em uma longa lista de recursos inéditos, tendo como foco a resolução de bugs e o aumento da estabilidade geral do sistema.

Quem deve se beneficiar mais com o lançamento são desenvolvedores, que agora contam com uma área chamada “Ubuntu Developer Tools Centre”. Ela oferece uma forma mais simples de instalar o SDK do Android e outras dependências a partir de um único comando. Segundo a Canonical, o sistema deve ganhar em breve suporte a plataformas como o Go e o Dart.

O Ubuntu 14.10 parece um tanto anticlimático quando se leva em consideração sua proximidade com a data que marca os 10 anos da distribuição do Linux. A principal novidade visual fica por conta da presença de novos ícones na barra lateral do Nautilus, sendo que a empresa sequer se preocupou em mudar o papel de parede padrão do sistema.

Linux Kernel 3.16

Conforme o esperado, todas as funções do Linux Kernel 3.16 estão disponíveis, oferecendo suporte a chips recentes, como as linhas de processadores Haswell e Broadwell da Intel. Além disso, há um suporte aprimorado a GPUs da NVIDIA e da AMD, o que se traduz em uma experiência de áudio mais fiel ao reproduzir vídeos com o codec H.264.

Assim como aconteceu nos lançamentos anteriores, a Canonical disponibilizou o download da versão mais recente do Ubuntu tanto através de links diretos quanto por torrents. Caso você deseje baixar a novidade, basta selecionar na lista abaixo a opção mais condizente com o hardware utilizado:

Cupons de desconto TecMundo: