(Fonte da imagem: Reprodução/Ars Technica)

Contando com o suporte de Mark Shuttleworth, fundador da Canonical, um time de desenvolvedores está trabalhando em uma versão do Ubuntu que pode apresentar um sistema integrado de buscas por torrents como uma de suas principais características. A função seria adicionada ao campo Ubuntu Dash, que permite encontrar conteúdos presentes tanto no próprio computador quanto em sites como a Amazon e a Wikipedia.

Embora o protótipo criado utilize o Pirate Bay como base para as pesquisas, o serviço não deve fazer parte do produto final. “Planejamos incluir fontes que oferecerem torrents de maneira legalizada, como o linuxtracker.org, e, embora todos tenham suas próprias ideias quanto ao fato de o Pirate Bay ser bom ou mau, atualmente não planejamos disponibilizá-lo como uma de nossas fontes”, afirmou a Canonical em uma declaração enviada ao Ars Technica.

A colaboração de Shuttleworth foi conquistada graças a um texto publicado pelo desenvolvedor David Callé no Google+, no qual ele descrevia a função. “A ferramenta é muito útil e é perfeitamente justificável torná-la disponível como um padrão. Usamos torrents para distribuir o próprio Ubuntu, então não há porque nos restringirmos”, explicou.

Segundo Callé, o projeto atualmente aguarda pela disponibilização das últimas mudanças da API do sistema Unity. Embora o desenvolvedor não deixe claro quando o recurso deve ser lançado, ele afirma que espera deixá-lo pronto a tempo do lançamento da próxima grande versão do Ubuntu. “Há bastante tempo para se certificar de que ela (a ferramenta) está em um estado bom o suficiente para ser aprovada pelos testadores atuais, por aqueles que vão mantê-la e pelos responsáveis pelo gerenciamento dos servidores centralizados, que são responsabilidade da Canonical”.

Cupons de desconto TecMundo: