Com o adiamento do Ubuntu OS para smartphones para 2014, os fãs do sistema operacional aberto voltaram os seus olhares para a versão dele para tablets. Há algum tempo as novidades sobre o sistema se tornaram escassas, mas isso chegou ao fim com o seu anúncio oficial e data de disponibilização aos usuários.

A Canonical revelou ao mundo a versão para tablets do Ubuntu OS, chamado de Ubuntu Touch, sistema operacional que se assemelha bastante ao que deve ser usado em smartphones. Provando que está falando sério quando pretende entrar com tudo no mundo dos aparelhos móveis, foi anunciado que uma versão para desenvolvedores será disponibilizada na próxima quinta-feira, dia 21 de fevereiro. Os aparelhos compatíveis com essa versão são o Nexus 7 e Nexus 10.

A Canonical ainda não confirmou empresas que vão ajudá-la na montagem de aparelhos, mas informa em seu site quais são os requerimentos para um tablet rodar o Ubuntu Touch. São eles:

Configuração normal:

  • Processador dual-core Cortex A15;
  • Memória 2 GB RAM;
  • 8 GB de armazenamento flash;
  • Tela de 7-10 polegadas;
  • Suporte a multi-touch de quatro dedos.

Para desempenho máximo:

  • Processador Quad-core a15 ou Intel x86;
  • Memória 4 GB RAM;
  • 8 GB de armazenamento flash;
  • Tela de 10-12 polegadas;
  • Suporte a multi-touch de quatro dedos.

O sistema operacional deve apresentar convergência do seu código nos tablets, smartphones e PC, facilitando o uso entre as plataformas. O Ubuntu Touch ainda deve trabalhar quase sem o apoio de botões físicos, já que a navegação entre apps deve ser feita através de toques nos cantos da tela. Em tablets de alta performance, o Touch deve ter uma interface que funciona de maneira praticamente idêntica ao da versão do sistema operacional de desktops, deixando a experiência de uso ainda mais familiar aos usuários.

Para quem quiser testar o sistema operacional nos tablets e em smartphones (Nexus 4), clique aqui para ficar de olho na página para desenvolvedores da Canonical.

Cupons de desconto TecMundo: