O caso do motorista do Uber espancado por dois taxistas em Porto Alegre deu o que falar. E como ato de repúdio, um boicote geral está sendo organizado, através do Facebook, com data marcada para esta terça-feira (1º de dezembro).

O evento já reúne mais de 57 mil pessoas confirmadas, sendo que há mais 47 mil pessoas interessadas. Mas vale lembrar que muitos dos convidados aderiram apenas como forma de apoio ao protesto, pois alguns sequer moram na cidade.

Situação polêmica

Dentro da página da rede social, a discussão está acalorada: há muitos textos sendo publicados tanto a favor do Uber quanto a favor dos táxis, com os mais variados tipos de argumentos. Há inclusive vídeo de passageiros do serviço de motorista particular sendo agredidos pelos taxistas.

Taxistas Cauê Cavalheiro Varella e Alexsandro dos Santos Scheffer foram levados ao Presídio Central de Porto Alegre

O evento, que está sendo organizado por Marcio Callage, tem início a partir da meia-noite e se encerra às 23h59 do mesmo dia na capital gaúcha.

Segundo o jornal Zero Hora, os dois taxistas já foram presos e tinham 15 registros na polícia. Mesmo assim, ambos estavam com a ficha limpa e habilitados para conduzir táxis. O motorista do Uber, Bráulio Pelegrini Escobar, levou cerca de 40 socos e pontapés durante dez minutos, até ser socorrido por testemunhas.

Quem você acha que está certo: a Uber ou os taxistas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: