A londrina Anna Kealey, uma professora universitária de 28 anos que reside no distrito de Hackney, em Londres, compartilhou com o site BuzzFeed uma mensagem de voz que recebeu em seu celular no último domingo, mas que só ouviu ontem. No áudio, que você pode ouvir neste link, um motorista do serviço de caronas pagas Uber repete diversas vezes para que ela “não faça isso de novo”.

No caso, o que Anna fez foi fazer com que ele se deslocasse até o ponto de encontro combinado, em frente à casa dela, apenas para cancelar a corrida minutos antes do horário marcado. Além da bronca, o furioso condutor ainda xingou a professora de idiota algumas vezes, e ameaçou cortar o seu pescoço caso ela fizesse algo assim novamente.

Por ironia do destino, a londrina havia cancelado a corrida por sofrer de ataques de pânico. Ela decidiu caminhar até o local em que encontraria com algumas amigas – motivo pelo qual havia solicitado a carona no aplicativo –, para poder se acalmar durante o trajeto. Talvez tenha sido um golpe de sorte a mulher não ouvir a mensagem no momento em que a recebeu.

A professora entrou em contato com os responsáveis do serviço Uber através do Twitter e relatou sua história, além de enviar a eles uma cópia da gravação. A empresa respondeu, avisando que investigaria o ocorrido e recomendou que a londrina reportasse o caso à polícia. O motorista foi imediatamente suspenso.

Cupons de desconto TecMundo: