Os vereadores de São Paulo acabam de aprovar, em primeira votação, o Projeto de Lei 349/2014, que proíbe na cidade o modelo de negócio adotado pelo Uber. O placar foi elástico contra o serviço: dos 49 vereadores presentes à sessão, 48 votaram pela proibição do trabalho da empresa.

Para que a medida entre em vigor, será necessária ainda uma nova votação na Câmara Municipal – ainda sem data para ocorrer – e a sanção do prefeito Fernando Haddad. Até que isso aconteça, segundo nota oficial divulgada no site do Uber, o serviço segue funcionando normalmente na capital paulista.

A empresa agradeceu ainda ao público com relação à repercussão de uma campanha lançada nos últimos dias, em que convidava os moradores da cidade a mandarem mensagens eletrônicas para os vereadores da cidade como forma de demonstrar seu apoio à permanência do serviço. 

“Em um momento que se fala tanto em mobilidade na cidade de São Paulo, a inovação é crucial para que as cidades fiquem cada vez mais conectadas, transparentes e inteligentes. A Uber acredita que é possível criar novas oportunidades de negócio para milhares de motoristas parceiros e ao mesmo tempo oferecer novas opções de mobilidade urbana”, destacou a nota oficial da empresa.

Cupons de desconto TecMundo: