Há alguns meses, a Uber anunciou que a sua parceria com a Volvo renderia frutos bem interessantes para alguns norte-americanos sortudos: corridas gratuitas para servirem como testes para a primeira “fornada” de carros autônomos da empresa. Depois de concluir com sucesso essa etapa inicial em Pittsburgh, a dona do serviço de caronas pagas mais badalado do mundo decidiu levar seus XC90 customizados para São Francisco para expandir ainda mais a novidade tecnológica.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (14) e já a partir de hoje os cidadãos que estiverem circulando pela cidade vão poder pedir uma viagem via automóvel autônomo pelo aplicativo, graças a uma nova opção dentro dos pedidos feitos na categoria UberX. Caso o cliente não queira participar do experimento – que, desta vez, é pago – basta cancelar a chamada e optar por um automóvel convencional.

Essas ladeiras devem ser um desafio para os carros

Por outro lado, se você for um aventureiro, aficionado por tecnologia ou tiver curiosidade de ver o brinquedinho em funcionamento, basta entrar no carro e aproveitar o passeio. A experiência como dá para conferir no vídeo de anúncio abaixo, parece ser a mais suave possível. Um funcionário da companhia sentado atrás do volante, por exemplo, garante que se algo der errado tudo esteja em segurança. Além disso, câmeras e telas sensíveis ao toque completam o kit, permitindo que o usuário faça cliques da viagem e poste as fotos nas redes sociais.

O fato de a Uber manter alguém no banco do condutor, aliás, é o que permite que a empresa possa circular pelas ruas da metrópole norte-americana sem precisar se preocupar com qualquer adaptação do seu produto para as novas leis que regem a atividade dos carros 100% autônomos. Em seu comunicado oficial, a companhia disse não acreditar que precisa de nenhuma autorização especial para trazer a novidade para São Francisco e que o projeto segue a mesma fórmula que vem funcionando há três meses em outra cidade do país.

Desafios e chance para evoluir

Levar os veículos inteligentes da Volvo para São Francisco pode ser uma estratégia sob medida para refinar o serviço

“O potencial dos carros autônomos é essencial para a nossa missão de oferecer transporte confiável para todo mundo e em todo lugar. [...] O futuro dos transportes vai ser uma mistura de condutores humanos e veículos que dirigem por conta”, explica a empresa em seu site. Nesse sentido, levar os veículos inteligentes da Volvo para São Francisco pode ser uma estratégia feita sob medida para refinar ainda mais o serviço automatizado – e a própria Uber reconhece isso.

Enquanto Pittsburgh apresenta um clima bem variado para os testes da novidade, a cidade que abriga a famosa Golden Gate traz outros tipos de desafios: a sua geografia. Bondes, bicicletas aos montes, ladeiras e vias estreitas e bastante sinuosas são apenas alguns dos itens que fazem parte do cenário de São Francisco. A tendência é que cada dificuldade encontrada em um local como esse contribua para o sistema autônomo desenvolvido pela Uber. As ruas esburacadas das cidades brasileiras poderiam ser um bom campo de testes também, hein?

Cupons de desconto TecMundo: