Em dezembro de 2015, o órgão governamental que regulamenta as comunicações na Turquia condenou o Twitter a pagar uma multa no valor de 150 mil liras turcas (cerca de R$ 202 mil) aos cofres do país. O motivo da multa é o fato de a rede social ter falhado em tirar do ar propagandas pró-terrorismo que circularam entre os usuários daquela nação.

Segundo a Reuters, o Twitter ainda não desembolsou o valor, apesar de o prazo para o pagamento já ter se esgotado. O ministro dos transportes da Turquia, Binali Yildirim, declarou que seu país tomará medidas para garantir que o microblog pague a multa, mas não entrou em detalhes de como exatamente isso será feito. Apesar de a rede social já ter sido bloqueada em outras ocasiões pelo governo turco, essa foi a primeira vez que recebeu uma multa por conta das atividades de seus usuários no país.

Situação parecida está acontecendo na França, onde no ano passado foi aprovada uma lei que pode sentenciar redes sociais como cúmplices de pessoas que postarem discursos de ódio, caso as companhias falhem ou se recusem a tirar tais publicações do ar. As autoridades turcas já mostraram com bloqueios anteriores que não possuem problema algum em interromper as atividades do Twitter, da Google ou de qualquer outra empresa estrangeira, então é provável que isso aconteça novamente nesta situação.

Você acha que uma rede social deve ser responsabilizada pelo que seus usuários publicam? Por quê? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: