(Fonte da imagem: Reprodução/TheVerge)

Hoje em dia, uma das formas de procurar novos lugares para almoçar ou jantar é através das redes sociais — afinal de contas, você pode conferir quais são os estabelecimentos que recebem bons comentários ou que estão na moda, por exemplo. Pensando nisso, uma equipe de pesquisadores da Universidade de Rochester embarcou em uma pesquisa.

No final das contas, os estudos dessa equipe resultaram em um sistema chamado nEmesis, que tem o objetivo de criar um mapa de estabelecimentos que oferecem comida potencialmente ruins. Para isso, o software rastreia o Twitter atrás de postagens negativas relacionadas a restaurantes em geral — e o foco dessa pesquisa são locais que tenham deixado as pessoas doentes.

E é realmente eficiente!

Depois de trabalhar com cerca de 3,8 milhões de postagem entre os 94 mil usuários do Twitter em Nova York, os pesquisadores da Universidade de Rochester conseguiram montar uma mapa que é muito semelhante ao do Departamento de Saúde e Higiene da cidade. Dessa maneira, com o sistema, há como evitar restaurantes ruins e até mesmo escapar de doenças geradas por comidas feitas de maneira desleixada, por assim dizer.

Por enquanto, a ferramenta está em fase de testes, mas os resultados positivos indicam que ela pode vir a ser um ótimo recurso para auxiliar a escolha de restaurantes que atendem às normas da vigilância sanitária. No entanto, não há informações concretas sobre o lançamento do sistema em outros países além dos Estados Unidos.

Cupons de desconto TecMundo: