(Fonte da imagem: Tecmundo)
O Twitter está se tornando mais triste com o tempo. Ao menos é o que sugere um estudo realizado pela Universidade de Vermont, no qual pesquisadores registraram a frequência de palavras-chave como “suicídio” e “LOL” nos últimos meses.

Para determinar quanto as pessoas associam certas palavras com o seu bem-estar, os cientistas pediram para que participantes avaliassem vocábulos em uma escala de 1 a 10 de felicidade. Assim, a palavra “risadas” recebeu um valor médio de 8,5 contra 1,3 de “terrorista”, por exemplo.

A partir disso, a análise cruzou a frequência de mais de 46 bilhões de palavras enviadas nos últimos 3 anos pelos membros do Twitter para chegar à conclusão de que, com o passar do tempo, as mensagens enviadas à rede estão cada vez mais tristes, com pequenos picos de felicidade nos feriados e depressões profundas em desastres naturais e eventos de comoção pública (como o acidente nuclear de Fukushima).

Cupons de desconto TecMundo: