O Twitter vem explorando novas maneiras de capitalizar a plataforma nos últimos anos — com mais funcionalidades, estatísticas, vídeos, entre outras mudanças — e a próxima deve envolver o TweetDeck, o painel que permite o gerenciamento de várias contas e postagens simultaneamente. A companhia estuda a possibilidade de uma versão paga turbinada com recursos mais poderosos.

Mudanças ainda não têm data para ocorrer e serão liberadas após uma pesquisa junto aos usuários

De acordo com o jornalista Andrew Tavani, a experiência premium ofereceria novas maneiras de visualizar e publicar o conteúdo, ferramentas de sinalização e para a customização do quadro de monitoramento. Entre os itens avançados estão notificações personalizadas, análise mais complexa e detalhada de acessos e conta, sugestão e importação de listas, planos de estratégias para atualização, gerenciamento com camada extra de segurança para contas manuseadas por várias pessoas e outros.

Isso tudo seria oferecido por meio de uma assinatura mensal que custaria algo em torno de US$ 20 (cerca de R$ 66 na cotação desta sexta-feira). A rede social tem registrado queda nas ações ultimamente e essa seria uma jogada para melhorar as finanças. As mudanças devem ser feitas após uma consulta junto aos usuários.

“Realizamos regularmente pesquisas junto aos usuários para coletar feedback sobre a experiência com o Twitter e para melhor informar nossas decisões de investimento do produto. Estamos explorando várias maneiras de tornar o TweetDeck ainda mais valioso para os profissionais", confirmou um porta-voz da empresa.

Cupons de desconto TecMundo: