Ministro revela que TV analógica pode viver por mais tempo que o esperado. (Fonte da imagem: Reprodução/Veja)

O Ministério das Comunicações já estuda a possibilidade de alterar os prazos para o desligamento do sinal analógico de televisão em alguns municípios do interior do país e até de grandes centros. No caso de cidades pequenas que ainda possuam quantidade razoável de TVs comuns, a data limite, fixada para 2016, pode ser adiada. Por outro lado, grandes regiões metropolitanas, como as do Rio de Janeiro e São Paulo, não deverão mais contar com a TV analógica já em 2015.

O ministro Paulo Bernardo revelou ontem (21) no Congresso Brasileiro de Radiodifusão que não pretende acabar com o sinal analógico antes que a maioria da população adote o novo sistema. “Sabemos que um número muito grande de pessoas já possui TVs digitais, mas talvez metade ainda tenha aparelhos analógicos”, comentou à impressa o ministro.

Além da possível prorrogação do fim da TV analógica em algumas localidades, Paulo Bernardo também comentou que os padrões para as rádios digitais no Brasil devem ser definidos até o fim deste ano. Contudo, o ministro não deu detalhes mais precisos sobre o assunto, dizendo apenas que já estão sendo feitos testes com alguns sistemas estrangeiros.

Fonte: Estadão.com

Cupons de desconto TecMundo: