Em um evento realizado nesta semana (4), a empresa de telecomunicações América Móvil anunciou melhorias para a NET, a Claro e a Embratel, todas sob a diretoria de José Félix, ex-presidente da NET. A fusão entre as três grandes companhias coloca o empreendimento entre os maiores da América Latina no ramo de comunicação e entretenimento.

Aproveitando o embalo da junção, a diretoria anunciou que o Star One C4, o novo satélite da companhia, entrou em órbita recentemente e deve trazer até setembro uma grande adição de canais HD para usuários da NET e Claro HDTV, como Premiere HD, SportTV 3 HD, Discovery World HD, Cinemax HD, Canal Brasil HD, H2 HD, ID HD e FX HD.

Melhorias para o futuro

A ideia é trazer uma variedade maior de conteúdo para os consumidores e, ao mesmo tempo, expandir a cobertura do serviço de TV paga em territórios mais afastados. A cooperação entre as três vertentes da América Móvil ajudou a criar o Combo Multi, um serviço que promete facilitar a vida do consumidor ao unir os setores residenciais, pessoais e empresariais em uma mesma fatura e atendimento.

Embora os investimentos do grupo no Brasil se mantenham na mesma faixa em relação aos do ano passado, a alta do dólar pode frear um pouco a cobertura e as melhorias de serviço em alguns pontos. Mesmo assim, a América Móvil pretende expandir o alcance do 4G da Claro, testar transmissão de conteúdo 4K na NET e aumentar a banda larga, tanto a de cabo coaxial quanto a de fibra ótica.

Embora algumas outras empresas já invistam pesado na conexão por fibra ótica, a NET acredita que, por ter uma rede consolidada de cabos coaxiais, não há a necessidade de inserir a nova tecnologia tão cedo nas residências brasileiras, tanto do ponto de vista de usabilidade quanto do ponto de vista comercial, pois, de acordo com a companhia, a conexão deles é equivalente à de fibra ótica dos concorrentes.

Serviço on demand sob os holofotes

Se você possui ou conhece algum amigo que assina o serviço de TV a cabo da NET, já deve ter ouvido falar do Now, uma plataforma de conteúdo sob demanda. Apesar de a companhia não associar o Now com os OTT – Over-the-top Content, um serviço que distribui conteúdo sem passar pelos meios convencionais –, como Netflix e Hulu, essa é a forma mais fácil de explicar o recurso da empresa.

Segundo algumas pesquisas, mais de 70% do público-alvo da América Móvil já conhece as funcionalidades de mídias não lineares, ou seja, as séries e filmes que não dependem dos canais contratados. Com a popularidade cada vez maior, o grupo pretende manter o nível de qualidade e diversificar ainda mais os programas oferecidos pelo Now.

Entretanto, a América Móvil pretende sustentar o Clarovídeo paralelamente ao Now, um serviço que se assemelha mais com os demais OTTs. O usuário que quiser pagar uma quantia a mais por mês pode contratar o pacote e dispor de outras programações.

Público infantil na mira da NET

De acordo com a própria NET, a seção infantil do Now é uma das mais populares. Traduzindo isso em números, oito a cada dez programas assistidos na plataforma são indicados para crianças. A ideia da companhia é lançar o aplicativo Now Kids, que em breve estará disponível para Android e iOS gratuitamente para assinantes da empresa.

Além disso, a companhia quer lançar até outubro um controle remoto especial para a programação infantil. Chamada de Kids no Controle, a novidade ajudará os pais a se assegurarem que seus filhos assistam a apenas conteúdo indicado para a classificação etária correspondente. O acessório só tem acesso aos canais infantis e é totalmente seguro contra compras indesejáveis.

Você acredita que a internet brasileira vai melhorar nos próximos anos? Comente no Fórum do TecMundo

Os boatos apontam que esses controles serão distribuídos no Dia das Crianças, em outubro. Contudo, ainda não há informações se eles serão gratuitos ou não.

Cupons de desconto TecMundo: