A partir de uma pesquisa feita pela H2R Pesquisas Avançadas, a Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA) chegou à conclusão de que 4,2 milhões de lares podem estar roubando sinal da TV por assinatura no Brasil. Foram entrevistadas 1750 pessoas em 16 cidades dos três estados da Região Sul do país, mais SP, RJ e MG.

A associação comenta que esse número é bastante alarmante, sendo que isso representaria 18% do total de assinaturas de TV paga no Brasil, que hoje, segundo a pesquisa, chega a 22,7 milhões. Esse furto de sinal é feito basicamente por “gatos”, cabos ilegais puxados a partir da rede das operadoras, e também pelo uso de decodificadores pirata, que desbloqueiam canais que o cliente não contratou.

De acordo com a pesquisa, 58% dos usuários que praticam o roubo de sinal são de cidades do interior dos estados pesquisados e o restante está nas regiões metropolitanas das capitais. Fora isso, as respostas mostraram que esse uso irregular acontece em todas as classes sociais. Contudo, é importante notar que a pesquisa leva em consideração todos os que assumiram que estão na ilegalidade e também conta as pessoas que não dizem isso diretamente, mas de alguma forma denunciam o fato em outras respostas.

Método

Esse método pode ser considerado questionável, uma vez que não é possível ter certeza se uma pessoa rouba ou não sinal de TV sem que ela admita ou que uma visita técnica seja feita em sua casa. De qualquer forma, a ABTA aponta que 38% das pessoas que roubam sinal de TV não acreditam que isso seja uma contravenção.

Caso os números da ABTA sejam pelo menos próximos da realidade, esses 4,2 milhões de assinantes representariam a “terceira maior” operadora de TV do Brasil, se levarmos em conta os últimos levantamentos da Anatel sobre esse mercado, que mostram apenas NET e SKY com maior número de assinantes.

Cupons de desconto TecMundo: