Uma convenção bem conhecida do mundo dos acessórios especializados em games é o fato de que, para adquiri-los, é preciso fazer um investimento financeiro razoável. Mesmo o produto mais básico tende a estar atribuído a um valor de revenda que não é exatamente acessível e que nem sempre corresponde ao que é ofertado em matéria de benefícios.

Nesse cenário, o GXT 280 LED Illuminated, da fabricante holandesa Trust, surpreende por sua acessibilidade. Combinando um design arrojado a recursos voltados a quem procura uma experiência de uso diferenciada — como um sistema de retroiluminação próprio —, o acessório pode ser encontrado nas principais lojas brasileiras por aproximadamente R$ 130.

Tivemos a oportunidade de passar alguns dias com o produto e testar tudo o que ele tem a oferecer, seja para aprimorar sua experiência com games ou para realizar tarefas cotidianas. Confira nossa análise e, após o fim da leitura, aproveite nossa área de comentários para registrar sua opinião sobre o acessório.

Especificações técnicas

  • 3 opções de retroiluminação com brilho ajustável
  • Suporte ao pressionamento de até 6 teclas simultâneas
  • Software para a programação de teclas
  • 8 teclas dedicadas à reprodução de mídia
  • Conexão USB
  • Compatível com Windows XP, Windows Vista, Windows 7 e Windows 8

Design

Como forma de atingir o público gamer, o GXT 280 aposta em um design arrojado e que transmite robustez. Embora não seja muito específica nesse sentido, a fabricante garante que o acessório possui uma durabilidade acentuada quando comparada à de alternativas semelhantes — algo que fica claro após lidar certo tempo com o teclado.

O periférico adota uma película eletrônica como base para a inserção de comandos, o que resulta em um peso bastante reduzido. Embora a impressão inicial seja a de que esse fator vai fazer com que o dispositivo saia “patinando” pela mesa conforme você digita, quatro pequenas borrachas localizadas na parte traseira garantem que ele vai permanecer em uma posição estável mesmo durante os momentos de uso mais intensos.

Um aspecto no qual o teclado se diferencia de outras opções disponíveis no mercado brasileiro é o fato de ele apresentar um design totalmente adaptado ao padrão ABNT 2. Isso significa que você não vai ter que “reaprender” o posicionamento de determinadas teclas e conta com características adaptadas aos padrões locais, como a presença de uma tecla dedicada à cedilha.

O dispositivo dispensa uma característica comum a produtos de sua categoria — a presença de botões dedicados a funções macro —, apostando em características mais convencionais. Embora o posicionamento ligeiramente inclinado das teclas possa oferecer algumas dificuldades iniciais, o processo de adaptação ao design adotado pela Trust é bastante rápido.

Em matéria de recursos extras, a fabricante oferece 10 teclas dedicadas ao controle de funções multimídia. Entre as opções disponíveis, está o acionamento do sistema de buscas do sistema operacional, a diminuição ou aumento da intensidade do volume do áudio de sua máquina e o acionamento do sistema de retroluminação do teclado — também há recursos voltados ao acesso rápido a emails e ao diretório “Meu Computador”.

Para completar, há um sistema de iluminação traseira capaz de trabalhar com três cores diferentes — vermelho, verde e amarelo —, cada uma delas com dois níveis de intensidade. O controle desse sistema é feito pelo próprio teclado e não há a necessidade de instalar o software opcional GXTool para acioná-lo.

Desempenho

Em matéria de desempenho, não há muito que diferencie o GXT 280 em relação a um bom teclado de película — o que não é exatamente algo negativo. O dispositivo da Trust tem como principal vantagem a seu favor o fato de oferecer teclas com um acabamento confortável e que funcionam de maneira silenciosa (embora isso dependa bastante de seus hábitos de digitação).

Outro benefício oferecido pelo dispositivo — e que justifica o fato de ele pertencer ao segmento “gamer” — é seu sistema anti ghosting. É possível pressionar até seis botões de forma simultânea sem que o acessório deixe de registrar as funções executadas por nenhum deles.

Essa solução se mostra bem-vinda tanto para quem gosta de digitar rápido quanto para jogadores. Durante nossos testes, o teclado se comportou de maneira bastante eficiente em gêneros tão diversos quanto jogos de tiro (Half-Life 2, Counter-Strike: Global Offensive), games baseados em ritmo (BIT TRIP RUNNER) e títulos do estilo RTS (Age of Mythology: Extended Edition).

Vale notar que, embora a resposta tátil sequer se aproxime daquela oferecida por um bom teclado mecânico (como o Razer BlackWidow Ultimate Chroma ou o Corsair Vengeance K95) , esse quesito é ótimo para um produto baseado em película eletrônica. Tal característica também fica evidente durante a digitação de textos, que se mostra bastante confortável e fácil — grande parte disso devido ao uso do padrão ABNT 2.

O sistema de retroiluminação — principal característica do produto — se mostrou competente, embora não exatamente um destaque. Entre as opções disponíveis, a cor verde é a que mais chamou a atenção, se mostrando compatível com diferentes níveis de iluminação — caso você deseje usar outros disponíveis, eles só conseguem chamar a atenção em locais escuros.

Para destravar todos os recursos oferecidos pelo GXT 280, é indispensável instalar o software GXTool, disponível gratuitamente no site oficial da fabricante. Apesar de útil pelo fato de permitir trocar a função desempenhada por qualquer botão do teclado, o aplicativo decepciona pela simplicidade excessiva — além de desempenhar uma única função, o programa não permite criar perfis específicos a determinados jogos, tampouco oferece integração com a nuvem (ou seja, você vai ter que reajustar todas as modificações feitas caso deseje usar o acessório em outra máquina).

Vale a pena?

Caso você procure um bom teclado, mas não esteja disposto a investir muito dinheiro nisso, o GXT 280 se mostra uma boa opção. Embora não tenha os recursos “Premium” presentes em dispositivos de marcas como a Razer e a Corsair, o dispositivo combina um desempenho competente e um design atraente a um preço compatível com aquilo que oferece.

Entre os principais atrativos do dispositivo está seu sistema de retroiluminação com intensidade ajustável, que se mostra uma boa solução para quem costuma jogar ou escreverem ambientes escuros. Além disso, o sistema anti ghosting competente assegura que você vai ter uma boa experiência em momentos nos quais é preciso acionar diversas teclas com uma relativa rapidez.

Encontrado nas lojas brasileiras pelo preço médio de R$ 130, o GXT 280 faz um bom intermediário entre os teclados “simples” e acessórios mais “poderosos”. Levando em consideração as demais opções oferecidas na categoria (e seus valores de venda), é difícil encontrar quesitos a criticar no produto da Trust analisando-se o contexto no qual ele se encaixa.

Cupons de desconto TecMundo: