Um dos símbolos do transporte público de Londres vai ganhar uma versão ecológica. A partir de 2015, a Transport for London – TfL, empresa responsável pelos transportes na capital inglesa, vai testar veículos deste tipo movidos com eletricidade armazenadas em baterias.

Um contrato de cinco anos com as rotas 507 e 521 vai permitir que 51 veículos elétricos entrem em operação. Isso significa que elas serão a segunda e terceira rotas exclusivamente com ônibus elétricos depois da rota 16.

Atualmente, Londres possui 8 mil e 700 ônibus que transportam por dia 6,5 milhões de pessoas. A previsão é que até 2020 todos os veículos do transporte público do centro de Londres sejam substituídos por veículos com zero emissão de carbono.

Qual o desafio?

Por serem veículos muito altos, inspirados nos famosos Routemasters, é inviável colocar baterias de grande porte na estrutura da carroceria. Sendo assim, o diretor de serviço de ônibus do TfL, Mike Weston, revelou que a solução é criar pontos de recargas rápidas espalhados pela cidade. Desse jeito, os ônibus podem ter baterias menores.

“Se fossemos colocar baterias dentro dos ônibus, não teríamos lugar para os passageiros”, revelou Weston. “Por isso é um desafio criar um ônibus elétrico. Estamos vendo cada vez mais interesse na eletrificação completa dos ônibus, não só no Reino Unido como na Europa e em muitas partes do mundo.”

O sistema vai funcionar da seguinte maneira: a recarga será sem fio. Haverá uma placa no solo que vai possibilitar a transferência de energia. O ponto vai transferir para o conjunto de baterias do ônibus uma carga de 10kW a cada cinco minutos. O ônibus para sobre esta placa, rebaixa a suspensão a 15 centímetros do chão e recebe o carregamento elétrico.

O que você achou do sistema de recarga do ônibus elétrico de Londres? Funcionaria no Brasil? Comente no Fórum do TecMundo