Depois de diversos pedidos, começa a funcionar a partir de hoje o serviço de WiFi em alguns ônibus da cidade de São Paulo. Usuários do sistema de transporte coletivo nas zonas Oeste e Sul poderão agora conectar o seu dispositivo à rede disponível gratuitamente. Vinte novos ônibus articulados com ar-condicionado (e 23 metros de comprimento) começam a circular, sendo que quatro oferecem conexão com a internet sem fio.

A ideia das companhias de ônibus é que, até o ano que vem, além de aumentar o número de coletivos com WiFi (para um total de 200), eles também ganharão catracas equipadas com câmeras de reconhecimento facial para evitar fraudes no Bilhete Único e câmeras de monitoramento interno, para evitar assaltos e furtos durante as viagens.

Quando a reforma terminar, os novos ônibus terão oito câmeras: seis para monitoramento das portas, uma próxima ao condutor e a última no validador do bilhete, que em alguns casos garante descontos ou mesmo a gratuidade da passagem.

O prefeito Fernando Haddad, em visita ao Terminal Pinheiros, declarou: “Com o WiFi e o ar-condicionado somados às faixas exclusivas, estamos criando um ambiente mais favorável ao transporte público. Tudo que a gente quer é que as pessoas se sintam cada vez melhor usando o transporte público, com as comodidades da vida moderna. Eles vão acrescentar qualidade ao trajeto, que além de ser mais rápido, será mais útil.”

O acesso à internet é completamente livre, sem qualquer tipo de senha, bastando estar dentro de um ônibus. De acordo com a prefeitura, os novos coletivos de São Paulo custaram R$ 810 mil cada um e compõe um conjunto de 600 ônibus comprados para renovar a frota e repor os queimados nas manifestações do ano passado. Estima-se que outros mil veículos serão adquiridos em 2015.