Estações poderão ser usadas somente em fevereiro. (Fonte da imagem: Reprodução/FolhadeS.Paulo)

Dois pontos de ônibus modernos foram instalados na Avenida Paulista, em São Paulo. As estações tecnológicas contam com estrutura de metal, teto espelhado e telas sensíveis ao toque. Apesar de prontas, contudo, as instalações não podem ser ainda usadas por passageiros.

Acontece que a concessionária Ótima, companhia responsável pela empreitada, deverá finalizar a substituição de 12 pontos na avenida – somente assim as estações poderão ser experimentadas por quem anda de ônibus.

O projeto tem sido chamado de “High Tech” e é fruto do trabalho do designer de mobiliário urbano Guto Indio da Costa – o modelo recebeu, inclusive, o prêmio Idea Brasil 2013 na categoria Design de Impacto Social. Conforme informa Folha de S. Paulo, modelos mais comuns dos pontos têm recebido críticas por parte de usuários. Em dias de sol, a estrutura metálica parece esquentar demais; se chove, as pessoas acabam sendo acometidas por goteiras.

Frente a isso, a Fundação Carlos Alberto Vanzolini foi contratada em julho deste ano pelo valor de R$ 56 mil para avaliar os novos abrigos das paradas. De acordo com a SP Obras, a ferrugem, outro dos problemas apontados por passageiros, faz parte na verdade de uma opção estética das estações.