Na Califórnia, uma empresa especializada em chips e máquinas interativas está testando uma nova forma de evitar acidentes. Trata-se de um sensor acoplado à cabeça dos motoristas, capaz de monitorar a atividade cerebral e identificar momentos em que o sono estiver vencendo o usuário. A intenção do projeto é fazer com que o motorista fique acordado e não cause problemas para o trânsito.

Sempre que o nível da atividade cerebral cai, um alerta sonoro é emitido até que o motorista volte a ficar em estado de alerta. Por enquanto, o projeto está apenas em fase de testes, mas a NeuroSky (empresa responsável pelas pesquisas) afirmou, em entrevista à Technology Review, que já estão sendo firmados alguns contratos para que, nos próximos anos, o produto seja disponibilizado comercialmente.