A distribuidora de filmes costarriquenha Romaly apostou em uma forma inusitada de “converter” consumidores de pirataria em compradores de produtos legítimo. A empresa criou um clone do popular site KickassTorrents chamado de LegalTorrents, que inclui todos os elementos visuais da página dedicada ao compartilhamento de conteúdos.

Além do nome dos supostos arquivos ilegais, o site exibe imagens e capturas de tela dos filmes disponibilizados, pontuações do IMDB e links para download. A diferença fica por conta do fato de que, ao clicar em um link, o usuário é convidado a assistir um pequeno vídeo acompanhado de uma mensagem que alerta sobre os efeitos nocivos da pirataria.

Os supostos torrents oferecidos pelo serviço não possuem seeds

O que faz a ação da Romaly se destacar em relação a outras atitudes semelhantes da indústria cinematográfica é que ela dá algo de volta a quem “caiu no truque”. Após assistir ao vídeo, quem cadastrar um endereço de email válido pode ganhar duas entradas para um cinema que está passando o filme que supostamente seria baixado.

Ação de conscientização

Tentamos nos aproximar de todos que fazem esse tipo de ação ilegal e criar conscientização

“Com a criação de nossa própria página de download de torrents tentamos nos aproximar de todos que fazem esse tipo de ação ilegal e conscientizar através de reforços positivos”, afirmou o gerente de marketing da Romaly ao site TorrentFreak. No entanto, a companhia se esqueceu de um detalhe importante ao tentar atrair usuários: nenhum dos supostos torrents disponíveis tem seeders.

Embora ainda não seja possível mensurar os efeitos da ação, a distribuidora já ganha pontos por não apostar na velha tática da indústria cinematográfica de simplesmente querer brigar e censurar quem faz downloads ilegais. Resta esperar que outras empresas sigam esse exemplo e entendam que muitas vezes a pirataria só existe como resposta a preços altos ou a práticas de distribuição inadequadas.

Cupons de desconto TecMundo: