Mario Girasole (à esquerda) e o senador Eduardo Braga. (Fonte da imagem: Reprodução/Waldemir Barreto/Agência Senado)

A TIM participou na tarde de ontem (8), no Senado, de uma audiência pública sobre a atuação e os investimentos das empresas de telefonia no Brasil. Durante o debate, Mario Girasole, vice-presidente de Assuntos Regulatórios da TIM, rebateu as acusações de que a operadora estaria derrubando de forma proposital as ligações dos seus consumidores.

“Não estamos falando da qualidade do negócio, mas de ética do negócio, em que qualquer suspeita que seja consequência de análises superficiais e conclusões infundadas é simplesmente inadmissível”, destacou Girasole. “A denúncia não é uma posição oficial da Anatel, mas sim de um escritório regional que apontou falhas na metodologia”, completou.

Segundo ele, fim da bateria e falta de créditos também seriam motivos causadores das quedas nas ligações e, em uma análise mais detalhada, os índices de queda ficariam abaixo de 2%, porcentagem considerada aceitável pela Anatel. “Não podemos colocar a reputação de 11 mil funcionários em xeque. Para recuperar essa queda de imagem levaremos muito tempo”, finalizou.

Fonte: Senado Federal

Cupons de desconto TecMundo: