(Fonte da imagem: Reprodução/Apple)

De acordo com o último relatório da tradicional pesquisa anual do Wall Street Journal, Tim Cook é atualmente o CEO mais bem pago dos EUA. Cook levou para casa em 2011 a polpuda soma de US$ 378 milhões — grande parte advinda de ações da Apple, conquistadas durante o mês de agosto.

O salário-base do executivo é de US$ 900 mil (quase R$ 1,9 milhão), embora existam também diversos incentivos anuais, que acabam dobrando o valor. Mas há alguns “asteriscos” aqui. Há um conjunto de restrições que limitam as vendas de 50% das ações de Cook por um período de cinco anos — e a metade restante não pode ser vendida antes de 2021.

Ampliar (Fonte da imagem: Reprodução/The Wall Street Journal)

Dessa forma, embora estar à frente de uma das companhias mais valiosas do mundo traga compensações praticamente surreais, é interessante notar que o recheio da conta bancária do executivo depende, em grande parte, do andamento da própria Apple.

Ademais, a referida lista ainda traz diversos outros consumidores de charutos cubanos e sapatos italianos. Larry Ellison, da Oracle, por exemplo, colhe US$ 76 milhões entre bônus e ações. Há também Les Moonves, da CBS, com US$ 69,3 milhões, Ron Johnson, da J.C. Penny, com US$ 53,6 milhões e Sanjay Jha, da Motorola, com US$ 46,6 milhões.

Cupons de desconto TecMundo: