Na última quinta-feira, o chefão da Tesla Motors, Elon Musk – também conhecido como "Tony Stark da vida real" –, subiu ao palco montado na fábrica da empresa, em Hawthorne, na Califórnia, para apresentar o mais novo modelo da marca: o Model 3.

O veículo estreia como o carro elétrico "popular" da Tesla, sendo vendido por US$ 35 mil (algo em torno de R$ 125 mil) na versão inicial, e sua pré-venda já havia sido iniciada antes mesmo de o carro ser apresentado.

Tesla Model 3: 276 mil reservas feitas em 24 horas desde o anúncio do carro

Os primeiros números começaram a aparecer já durante o evento: Musk revelou que 115 mil pessoas pagaram a taxa de reserva de US$ 1 mil para garantirem a sua unidade – o que rendeu à empresa um lucro de US$ 115 milhões em pouquíssimo tempo.

O CEO da Tesla voltou ao Twitter ontem para atualizar a informação e agora o número de reservas subiu para 276 mil até o fim da noite de sábado. Alguns compradores mais ansiosos inclusive já pagaram o valor integral do carro, fazendo com que a receita total gerada pelos pedidos antecipados do Model 3 – que só sai efetivamente no final do ano que vem – já passe de US$ 10 bilhões (R$ 36,2 bilhões).

Mais detalhes também foram divulgados a respeito do lançamento: ele terá tração traseira com a opção para tração integral, e os primeiros carros serão entregues obedecendo uma prioridade geográfica. Inclusive, não é descartada a possibilidade de que o veículo venha para o Brasil.

O evento de quinta-feira marcou o que Elon Musk chamou de "parte 1" da apresentação do novo veículo. A segunda parte, que trará ainda mais detalhes a respeito do carro, será realizada mais perto do início da produção do veículo – o que deve acontecer na metade de 2017.

Uma atualização dos números de venda da primeira semana deve ser feita no próximo dia 6 por Musk – e se o ritmo continuar como está agora, não deve demorar até que os números alcancem patamares impressionantes.

Cupons de desconto TecMundo: