Quem usa o app Telegram para se comunicar já deve ter percebido que nos últimos dias o serviço tem passado por algumas crises de instabilidade. Desde a última sexta-feira (10/07), o aplicativo tem recebido ataques de DDoS (distribuição de negação de serviço), que ocorre quando inúmeras requisições são realizadas constantemente e, nesse caso, propositalmente para congestionar a rede.

A equipe do Telegram já está trabalhando para que o aplicativo volte a funcionar normalmente em todos os países, apesar de o ataque hacker ter ocorrido principalmente no Sudeste Asiático, Oceania e Austrália. Em alguns países dessas regiões, os usuários praticamente não conseguiam utilizar o serviço devido aos erros de acesso, que congestionavam os servidores por bastante tempo.

Em publicação oficial do site do Telegram foi mencionado que o aumento do número de acessos veio da Coreia do Sul. Parel Durov, o fundador do app, já disse que o concorrente LINE pode estar por trás desses ataques repentinos que prejudicam o Telegram. Os ataques ao serviço não são algo incomum – apesar de esse ser o primeiro de grandes proporções.

A empresa não oferece mais detalhes sobre a instabilidade do app, pelo menos por enquanto, porém em breve ele deve estar 100% funcional de novo. Vale ressaltar que o ataque hacker por DDoS não invade o sistema e nem decodifica as mensagens criptografadas do aplicativo, portanto, as conversas escritas lá estão (teoricamente) seguras.

Cupons de desconto TecMundo: