O Telegram vem ganhando fama aqui no Brasil nos últimos anos, especialmente durante os bloqueios do WhatsApp em território nacional. Além de trazer recursos inovadores em relação ao seu rival, o aplicativo de origem russa não para de inovar e apresentar ainda mais ferramentas para brigar em alto nível com todos os concorrentes.

A mais recente novidade do app é a ampliação do número máximo de participantes em um grupo. A partir da última atualização, o Telegram suporta a criação de supergrupos com até 10 mil participantes — isso mesmo, DEZ MIL pessoas em um único grupo gigantesco. E é claro que isso torna indispensável o emprego de novas ferramentas para gerenciar tanta gente.

Os desenvolvedores do aplicativo anunciaram ainda uma série de novidades para os administradores. Agora, é possível personalizar quais ações um admin pode tomar, escolhendo individualmente os seguintes “poderes”: mudar informações do grupo, apagar mensagens, banir usuários, fixar mensagens e adicionar novos usuários.

Administradores diferentes podem ter poderes diferentes dentro de um supergrupo.

Banimento parcial e registro de ações

Um recurso interessante de que dispõe os moderadores na nova versão do Telegram é banir usuários parcialmente, ou seja, limitar as suas ações dentro do grupo. Com isso, um usuário pode ter restritas até cinco ações distintas: ler mensagens, enviar mensagens, enviar mídia, enviar GIFs e stickers e enviar links. Esses bloqueios podem ser temporários ou durar por tempo indeterminado.

Banimento parcial pode ajudar a deixar as coisas em ordem.

Se um grupo é muito grande, é natural que ele tenha mais de um moderador. Assim, o Telegram passa a manter um registro das ações tomadas por todos eles a fim de listar todas as ações tomadas ao longo das últimas 48 horas. Com isso, fica simples saber quem fez exatamente o que dentro do grupo.  As novidades já estão disponíveis na versão mais recente do Telegram.

Cupons de desconto TecMundo: