Desde o ano passado, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) tem fixado metas para que as operadoras brasileiras prestem serviços de telefonia e internet móvel com mais qualidade e eficiência. E, nesta sexta-feira (17), o órgão divulgou o segundo relatório trimestral de desempenho das companhias brasileiras deste ramo.

Dessa maneira, constatou-se que a Tim continua sendo a operadora com o maior número de reclamações em todo o Brasil. Isso acontece mesmo com a empresa tendo baixado o seu número de reclamações mensais — antes a companhia recebia uma média de 3,5 mil queixas, e agora a taxa baixou para “apenas” 3 mil.

Em um distante segundo lugar, você vai encontrar a operadora Claro, que atualmente conta com a marca de um pouco mais de 1,5 mil reclamações. A Oi, que antes tinha o menor número de queixas, está em terceiro lugar, com a média de 1.250 registros negativos. Enquanto isso, a Vivo tem o maior retorno positivo entre essas companhias, não passando de 1,2 mil “protestos” mensais.

O maior problema é a internet

De acordo com as informações divulgadas pela Anatel, o maior problema para as quatro principais operadoras brasileiras é o acesso à internet móvel e ao plano de dados. Neste quesito, ainda há uma grande quantidade de reclamações, de forma que as companhias estão três pontos percentuais abaixo do requisitado em relação aos padrões mínimos estabelecidos.

Sobre a queda de chamadas ou completamento de ligações, houve uma melhora expressiva nos serviços prestados. Com isso, todas as empresas ficaram perto de atingir o padrão de qualidade imposto pela Anatel. Além disso, o órgão afirmou que vai punir todas as operadoras que não atingiram as metas mínimas — ou seja, todas elas.

Cupons de desconto TecMundo: