(Fonte da imagem: Reprodução/RBS TV)

Os orelhões já não são tão importantes quanto foram no passado, mas ainda assim existe um grande número de usuários que precisam deles todos os dias. Para garantir que o serviço continue sendo oferecido para o público, a Anatel estipula que devem existir pelo menos quatro aparelhos para cada mil habitantes de uma cidade.

Porém, uma instalação da Oi na cidade de Passa Sete, no Rio Grande do Sul, está causando polêmica junto à população. A empresa instalou nove aparelhos em um matagal, outros três próximos a um cemitério e três em frente a uma oficina mecânica – contra a vontade do dono do estabelecimento.

De acordo com a secretária municipal de Passa Sete, Rosani Rech, há outros lugares na cidade em que os orelhões seriam mais bem utilizados. “As escolas não têm orelhões, o posto de saúde central também não e até mesmo o comércio da cidade não tem aparelhos”, explica.

Orelhões não funcionam

Outro detalhe chama a atenção: dos 20 aparelhos instalados na cidade, incluindo os novos, apenas cinco funcionam. Outra promessa não cumprida pela empresa é a das ligações gratuitas. Punida pela Anatel, a Oi foi obrigada a oferecer orelhões que fizessem ligações locais gratuitas para telefones fixos em 2.020 municípios brasileiros, incluindo Passa Sete, mas de acordo com o jornal Zero Hora não é possível fazer esse tipo de chamada nos aparelhos da cidade.

Em nota à imprensa, a Oi reconheceu o problema e prometeu remanejar os aparelhos instalados em locais de pouca utilidade o mais breve possível.

Fonte: G1 e Zero Hora

Cupons de desconto TecMundo: