A Rússia pode estar posicionando submarinos e navios espiões próximos aos locais onde os cabos submersos de internet dos EUA ficam instalados, publicou o The New York Times no último domingo (25).

Segundo a hipótese levantada pelo periódico, as conexões poderiam ser cortadas durante um conflito. O “apagão” afetaria não apenas a terra do “Tio Sam”, mas causaria problemas de conexão a países que sequer estariam envolvidos em uma eventual disputa entre ambas as nações.

No último ano, a intensidade das patrulhas feitas por submarinos russos aumentou em 50%, o que significa motivo de preocupação para as autoridades norte-americanas. “Esse é mais um exemplo assertivo e agressivo de como um regime pode voltar a ‘adotar as ferramentas’ dos tempos da Guerra Fria, embora com um alto grau de melhoramento técnico”, afirmou um chefe da marinha russa.

Nenhuma ação foi tomada pelo governo de Vladimir Putin. De todo o modo, as discussões causadas pela suposta estratégia dos militares russos deixam em evidência o quão frágeis as tecnologias de comunicação ainda são.

Cupons de desconto TecMundo: