Empresas têm até dia 30 deste mês para finalizar a instalação da rede. (Fonte da imagem: Reprodução/Abril)

Apesar de não apresentar problemas de compatibilidade com o sistema 4G de 27 dos 69 países que possuem a conexão de quarta geração, a tecnologia sem fio brasileira (ainda em fase de implantação e de testes) é incompatível com a dos Estados Unidos, da Argentina e do Uruguai – três principais destinos turísticos dos brasileiros no exterior.

De acordo com o Ministério do Turismo, os países listados acima foram destino de 44% dos 7,2 milhões de turistas em 2011. Desta forma, se você planejava usar os futuros recursos 4G em domínios americanos, conforme-se: um aparelho brasileiro com essa tecnologia não conseguirá acessar a tal rede fora das terras tupiniquins em parte da América; já a Europa é a região que possui 20 países compatíveis com o nosso futuro sistema.

Apenas a Claro lançou, até agora, uma operação comercial. (Fonte da imagem: Reprodução/Claro)

A falta de compatibilidade entre os quatro países dá-se pela diferença entre as frequências utilizadas por cada um deles: os EUA operam em 2,1 GHz dos 700 MHz; o Uruguai trabalha com as faixas 1,7 GHz e 2,1 GHz – esta última já em fase de consolidação na Argentina. Todavia, a Colômbia, segundo o portal G1, trabalha na mesma frequência que a brasileira no ramo 4G: 2,5 GHz.

Prazos

Entre as quatro empresas responsáveis pela implantação do recurso 4G no Brasil, apenas a Claro lançou, até o momento, uma operação comercial nas cidades do Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza e Salvador.

As empresas de telecomunicação Oi, TIM e Vivo dizem que trabalham para fornecer o serviço até o início da Copa das Confederações (o prazo determinado pela Anatel encerra-se no dia 30 deste mês).

Cupons de desconto TecMundo: