A CimaNanoTech anunciou uma parceria com a Foxconn para levar a tecnologia de touchscreen "CimaTouch" a telas gigantes. Dessa forma, diversos dispositivos poderão ser adaptados e transformados em aparelhos sensíveis ao toque.

A empresa vai exibir as novidades durante a CES (Consumer Electronic Show, uma das maiores feiras de eletrônicos do mundo) a ser realizada em Las Vegas entre os dias 6 e 9 de janeiro. Segundo a companhia, o seu módulo Sante ProTouch torna as telas touchscreen “maiores, mais rápidas e acessíveis”.

Vários usos

As telas podem ser adaptadas de muitas formas: usadas em cavaletes, transformadas em mesas interativas, quadros de sala de aula ou de conferência, entre muitas outras variantes. No vídeo abaixo, é possível ver até mesmo um jogo de air hockey sendo executado em uma delas.

A empresa levará para a CES diversos itens, como um quadro branco interativo de 65 polegadas, um painel digital de 55 polegadas e uma mesa interativa de 40 polegadas. A taxa de atualização prometida é de 120 quadros por segundo e um tempo de resposta de 6 milissegundos.

Colaborativo

Diversas pessoas poderão usar os displays ao mesmo tempo, já que eles terão suporte para até 32 toques simultâneos. Tudo isso é possível graças à tecnologia de “nanopartículas de automontagem”, que oferece uma grande versatilidade às adaptações das telas.

Mas esse conceito não é inédito: a Microsoft já havia apresentado a PixelSense anos atrás (que na época era conhecida como Surface), uma tela com 30 polegadas sensível ao toque. A CimaNanoTech e a Foxconn serão capazes de produzir os dispositivos em larga escala e a preços competitivos – embora nenhum valor tenha sido informado pelas companhias.

Você acha úteis as telas gigantes sensíveis ao toque? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: