(Fonte da imagem: Reprodução/The Engineer)

À primeira vista, a imagem acima pode parecer retratar apenas um pedaço de vidro sem muito significado, mas a verdade é que você está vendo o painel TFT (transistor de filme fino, ou transistor de película fina) mais veloz já criado até o momento. Os responsáveis pelo projeto são pesquisadores das universidades de Nebraska-Lincoln (UNL) e Stanford — ambas dos Estados Unidos —, que criaram uma camada orgânica muito mais eficiente do que os modelos atuais.

Todo o projeto é resultado de uma busca por semicondutores orgânicos baratos, que possam competir com os atuais sistemas inorgânicos de silício. Com os elementos carbônicos, os pesquisadores conseguiram modificar também os modos de produção de painéis orgânicos. Geralmente, as moléculas são depositadas em camadas plásticas, que depois vão criar uma manta sobre os painéis.

No novo sistema, os pesquisadores realizam a deposição de uma maneira mais rápida, aplicando a camada de revestimento em apenas uma pequena região dos painéis. Com isso, as moléculas orgânicas ficam concentradas de uma maneira mais densa, o que garante maiores cargas elétricas e o consequente aumento da velocidade nas transmissões de informações. Ou seja, painéis mais velozes do que os atuais.

Segundo o que foi publicado no Nature, essas cargas elétricas maiores podem garantir a produção de painéis TFT até cinco vezes mais velozes do que os modelos que estão atualmente no mercado. Agora, os pesquisadores devem prosseguir com os testes para mostrar às fabricantes que vale a pena investir no projeto deles. Será que veremos isso nas lojas nos próximos anos?

Cupons de desconto TecMundo: