A grande vantagem de painéis OLED e suas variações (AMOLED e Super AMOLED) sobre as telas LCD e variantes (IPS etc.) é a possibilidade de oferecer alto nível de brilho sem prejudicar o contraste entre as cores. Isso acontece porque as telas OLED possuem pixels que emitem luz individualmente, podendo então controlar isso conforme a cor que estão representando. No LCD, existe uma grande placa luminosa atrás dos pixels que ilumina todos eles uniformemente. A Panasonic, entretanto, parece ter encontrado uma solução para essa limitação.

No LCD, cores escuras ficam com um aspecto menos natural

A empresa tem trabalhado em formas de melhorar a qualidade das imagens representadas por painéis LCD porque essa tecnologia é consideravelmente mais barata que a OLED, especialmente para telas grandes, como TVs e monitores.

A vantagem do OLED é que, como ele pode controlar a luminosidade pixel por pixel, é possível ver cores escuras realmente mais escuras e pretos totalmente pretos. No LCD, tons escuros ficam com um aspecto menos natural, já que o brilho é sempre o mesmo também para elementos claros. Nessa brincadeira, coisas pretas ficam com cara de cinza escuro.

No entanto, existem algumas formas de melhorar isso no LCD. TVs com HDR já conseguem minimizar o brilho em áreas da imagem que estão em cores escuras, mas com pouca precisão, especialmente nos contornos dos objetos representados. O que a Panasonic está fazendo é oferecer controle de luz pixel por pixel para telas LCD. Em essência, elas poderiam ter um contraste quase tão bonito quanto das OLED sem custar tão caro.

Como vai funcionar

Para isso, a empresa pretende adicionar uma camada extra na tela, entre as células do display e a placa de iluminação. Essa camada é composta de células moduladoras de luz, que podem controlar com precisão a luminosidade que atravessa os pixels e chega aos olhos do espectador. Não se espera que essa tecnologia seja melhor que a OLED, mas ela certamente poderá ser tão boa a ponto de eliminar a percepção de diferenças entre os dois padrões para uma pessoa que não está familiarizada com a situação. Ou seja, será uma ótima opção na perspectiva do custo-benefício.

Será uma ótima opção na perspectiva do custo-benefício

Se a Panasonic conseguir produzir isso em escala de forma mais barata que a produção de telas OLED, a empresa pode ter encontrado seu pote de ouro no fim do arco-íris. Com a popularização de TVs com HDR, oferecer alto contraste é realmente importante, e apenas a tecnologia OLED estava entregando isso com excelência.

A empresa diz que esse novo padrão para o LCD poderá ser desenvolvido com a mesma tecnologia de produção que existe em fábricas atuais, não requerendo uma grande atualização no setor manufatureiro. Mesmo assim, não existe uma expectativa de preço para uma TV com essa novidade.

Também não sabemos quando a companhia vai iniciar as vendas de aparelhos feitos nesse padrão, mas ela pretende começar a enviar monitores protótipos para seus parceiros em 2017 para testar esse novo LCD.

Cupons de desconto TecMundo: