Películas de tela são bastante requisitadas para donos de tablets e smartphones — afinal, é comum que riscos danifiquem a tela desprotegida. No entanto, um produto que está desembarcando no Brasil promete balançar esse mercado ao garantir mais proteção por um preço competitivo.

Trata-se de um produto à base de água e nanotecnologia, a película líquida Nanofixit. Ela há existe há um ano no mercado internacional e mostrou bons números de comercialização. O motivo? Segundo a fabricante, a relação custo-benefício é "incomparável" em relação à película tradicional.

Como funciona

A tecnologia foi descoberta por três cientistas (dois noruegueses e um filipino) que criaram o produto usando água, composto por dióxido de silício (SiO2) e partículas de titânio de alto grau de dureza. Quando a substância é aplicada em vidro, transforma a durabilidade do material em um grau que fica só um pouco abaixo do diamante, segundo a escala de Mohs.

A aplicação do Nanofixit — que é feita com o dedo mesmo, após você despejar algumas gotas do produto na tela — garante 12 meses contra riscos, além de proteção antibacteriana e redução da radiação emitida pelo aparelho. O dispositivo, ao menos naquela região, ainda fica resistente contra água e registra menos marcas de dedos e outras manchas. A resolução de tela se mantém intacta e, segundo a marca, você pode até sentir diferenças para melhor no conteúdo visualizado.

Comparação de tela com e sem o uso da película

Disponibilidade

A película líquida deve começar a ser vendida no Brasil na próxima semana. Ela tem preço sugerido de R$ 49,90 na embalagem individual para smartphones, R$ 99,90 no produto para tablets e R$ R$ 199 na Embalagem 3 em 1 (duas para smartphones e uma para tablet, ou quatro para smartphones). Há ainda um pacote para 12 aplicações, com cada uma saindo por R$ 41,58.

Clique aqui para visitar o site oficial da fabricante por aqui e tirar as suas dúvidas sobre o produto.

Cupons de desconto TecMundo: