A indústria de smartphones chegou a um ponto no qual inovar se tornou uma tarefa cada vez mais desafiadora. Estamos no “pico” desse mercado, com praticamente tudo que esses dispositivos têm a oferecer: hardware de ponta, apps que servem como atalhos para diversas atividades, filmagens e fotos em alta qualidade, serviços de terceiros, jogos com performance arrebatadora e mais.

Quando falamos em inovação, as mudanças precisam vir em duas frentes: estéticas e funcionais. A Samsung atingiu em cheio o primeiro objetivo com o Galaxy S6 Edge e deu continuidade a essa tendência com o recém-anunciado Galaxy S7 Edge. Marcas como Xiaomi, Huawei e Vivo também devem entrar na onda. Assim como nos novos celulares da Samsung, os futuros aparelhos das companhias chinesas devem vir com a telinha curvada nas laterais.

A empresa sul-coreana já estaria em conversas com essas marcas para fornecer displays Edge aos vindouros smartphones das gigantes chinesas. As telas seriam praticamente idênticas às do S6 Edge e S7 Edge, embora as OEMs precisassem, obviamente, ter um software próprio para aproveitar a novidade, funcionalmente falando. Mas esse é um assunto com o qual podemos ficar despreocupados, já que estamos falando de gigantes do mercado chinês, marcas perfeitamente capazes de conceber e desenvolver recursos únicos para seus smartphones.

O vindouro Xplay, um celular da chinesa Vivo (que não atua no Brasil) cuja foto recentemente vazou na internet, é um que adicionará tempero próprio a essa fórmula curvada. O Blackberry PRIV, que tem teclado físico, é outro que pode pegar emprestado o display Edge.

Nesse cenário, quem se agiganta é a Samsung, que, de certa forma, conseguiu implementar um novo conceito à estética dos celulares, numa tendência crescente, bem aceita e amplamente difundida por todos os cantos do mundo.

O que você acha das marcas chinesas adotarem a tela Edge, da Samsung, em seus smartphones? Discuta o assunto no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: